Ilha do Superagüi - Guaraqueçaba

Inscrição: Tombo 15-I

Processo: 001/85

Data da Inscrição: 10 de julho de 1985

Localização
Município: GUARAQUEÇABA
Baía de Paranaguá

Proprietário: Particular - Diversos

HISTÓRICO

A paisagem da Baía de Paranaguá com suas diversas ilhas é o resultado do processo de transgressões marinhas da região costeira do Paraná, iniciando na era do quaternário. No conjunto dessas modificações é que se insere o Superagüi, planície de restingas, formada pela superposição de várias camadas de depósitos marinhos.

Sua condição insular é artificial, resultado da abertura do Canal do Varadouro, que cortou o istmo da antiga península e uniu as baías de Trapembé e Paranaguá. É delimitado a SE pelo Atlântico e a N e NE pela Baía de Pinheiros e pelo Canal do Varadouro. Seu contorno está em permanente mutação, crescendo sobre o Atlântico, pela deposição de areia, e regredindo a N pela erosão ao longo do canal e do Rio Ararapira. A vegetação predominante é típica de restinga. Nota-se também a ocorrência de maciços fechados com plantas subarbustivas e arbustivas de pequeno porte e, nas poucas elevações, a presença de vegetais próprios da mata atlântica. A noroeste da ilha predominam os mangues com sua flora específica.

A ocupação humana pré-histórica deixou testemunhos em diversos sambaquis. Historicamente, é registrada em 1852, a fundação de uma colônia de europeus, a maioria de origem suíça. A paisagem da região e os costumes desses colonos foram documentados em desenhos e aquarelas pelo pintor Wilhelm Michaud (1829-1902), que ali passou a viver logo após a fundação da colônia.

GALERIA DE IMAGENS