Igreja Imaculada Conceição em Teixeira Soares

Inscrição: 136-II

Processo: 01/00

Data da Inscrição: 16 de maio de 2001

Localização
Município: TEIXEIRA SOARES
Rua Prefeito José Viana, s/n - Centro

Proprietário: Particular - Bispado de Ponta Grossa

HISTÓRICO

As primeiras penetrações por civilizados no território do atual município de Teixeira Soares foram feitas por tropeiros, a partir da segunda metade do século XIX, os quais cruzavam a região através de picadas abertas por eles mesmos na mata virgem, nas suas viagens com destino a Ponta Grossa, e procedentes do sul do Estado do Paraná.

O primeiro morador da localidade foi o paulista João Augusto, que ali aportou no ano de 1800, secundado por João Bernardes, também procedente do Estado de São Paulo. Em 1896 chegaram à localidade Horácio Nunes e Joaquim Neves, na época em que se achava em construção a Estrada de Ferro São Paulo-Rio Grande, e, bem assim , a Estação Ferroviária localizada na Vila de Valinhos, então sede de distrito do extinto município de Entre Rios. Os quatro primeiros moradores se estabeleceram na localidade denominada Boa Vista (primeira designação do município), por saberem que a passagem da Estrada de Ferro pela localidade seria um importante fator de progresso. Cooperando para isso, ofereceram os terrenos de suas propriedades à Estrada de Ferro, para que a Estação fosse construída na incipiente povoação de Boa Vista, o que conseguiram graças à colaboração do engenheiro Doutor Andrade Pinto, sendo inaugurada a Estação de Boa Vista a 1º de janeiro de 1900, que passou a denominar-se Teixeira Soares, em homenagem ao notável engenheiro paranaense.

O município de Teixeira Soares foi criado através da Lei Estadual n.º 1.696, de 26 de março de 1917. Seu território foi desmembrado do município de Palmeira. Sua instalação aconteceu em 14 de julho do mesmo ano, logo após a posse das primeiras autoridades municipais.

Pela Lei Estadual n.º 2.765, de 09 de abril de 1930, o município foi elevado à categoria de termo judiciário, sendo o seu primeiro Juiz o Senhor João Negrão Júnior. Através da Lei n.º 31 de 30 de julho de 1928 o município recebe autorização para auxilio nas obras da nova Igreja Matriz. Nesta época Teixeira Soares já possuía um razoável número de habitantes e a igreja antiga não mais comportava os fiéis para seus ensinamentos.

Diante de tal situação, havia a necessidade da construção de uma nova igreja que comportasse todos os seus fiéis. Para que acontecesse a construção desta nova igreja foi montada uma comissão com a participação de um grupo de senhores que arrecadou a quantia de 27 contos de réis. Esta quantia foi considerada bastante alta; sendo assim, o Bispo de Ponta Grossa oficializou uma comissão para a construção da nova matriz. Para a época, a planta da igreja foi considerada arquitetonicamente suntuosa e de formas arrojadas. Esta matriz foi dedicada à padroeira, Nossa Senhora da Conceição, representada pela antiga imagem de madeira doada por Horácio Nunes.

A Igreja constitui-se numa imponente edificação e ponto de referência da cidade. Mesmo de alguns pontos do município é possível enxergá-la. Até os dias de hoje mantém fielmente seu estilo original, quase sem alterações. Sua escadaria foi feita com pedra-ferro, trazida do Passo da Capoeira. Desde que o município foi emancipado, todo o dia 08 de dezembro é realizada a fervorosa procissão em homenagem à padroeira.

GALERIA DE IMAGENS