Estação Ferroviária de Antonina

Inscrição: Tombo 173-II

Processo: 03/2011

Data da Inscrição: 28 de agosto de 2012

Localização
Município: Antonina

Proprietário: Governo Federal

HISTÓRICO

A estação ferroviária de Antonina está intimamente ligada à história ferroviária do Paraná, iniciada com a inauguração do trecho entre Curitiba-Paranaguá, em 18885. Para atender a demanda de transporte moderno deste município litorâneo, foi construído um ramal entre as cidades de Morretes e Antonina, inaugurado no ano de 1892. Após um incêndio ter destruído a antiga estação em madeira, a atual em alvenaria, com elementos arquitetônicos que a incluem na linguagem do ecletismo, foi inaugurada em 07 de setembro de 1922. Apresenta simetria axial, com três portas centrais e duas janelas de cada lado têm fuste liso e capitel jônico e é encimada por frontão curvo, com óculo central e frisos de acabamento e cimalhas presentes em todo o seu perímetro, na parte superior. Nos anos de 1970 o ramal de Antonina foi praticamente desativado pela Rede Ferroviária Federal S.A., com o fechamento para o trânsito de passageiros. Em 2003 o edifício foi restaurado com o intuito de abrigar alguns órgãos da Prefeitura Municipal de Antonina.