ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE JOAQUIM TÁVORA

 

ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE JOAQUIM TÁVORA

 

Inscrição Tombo 131-II
Processo Número 01/97
Data da Inscrição: 10 de outubro de 2.000

Localização: Município: JOAQUIM TÁVORA
  Rua - Centro
Proprietário:  
  Particular - Rede Ferroviária Federal S.A.
 
 
 

HISTÓRICO

Aproximadamente no início do século passado, o território do atual município de Joaquim Távora era conhecido por Fazenda do Jaboticabal da Barra Grande, propriedade das famílias de João e Job Ayres Dias e Assis Teixeira. A fundação da Barra Grande ocorre por volta de 1915. Em 1917, Miguel Dias, Joaquim Fonseca, Jerônimo Vaz Vieira, Antônio Joaquim Vieira lá se estabeleceram e contribuíram no desenvolvimento dessa região. 

A participação do capitão Miguel Dias foi essencial na fundação e povoamento de Joaquim Távora, sendo considerado na época o líder político do povoado. Dedicando-se exclusivamente a cultura do café, era proprietário de diversas glebas de terra. Ele comercializava sua produção agrícola como também a extrativa na medida em que derrubava a floresta abrindo espaço para a lavoura. Miguel Dias forneceu grande quantidade de madeira para as serrarias e para a própria estação ferroviária que estava em construção no início da década de 1920. 

Em 1924 os trilhos da estrada de ferro do Ramal do Paranapanema alcançaram a localidade de Afonso Camargo, atual município de Joaquim Távora. De acordo com Romário Martins, em sua visita a região em 1924: “ Afonso Camargo, ha menos de um anno, era um simples pouso de sertanejos em pleno sertão bravio (...). O ramal à custo attingio aquelle ermo, a 183 Km e 800 m do seu início em Jaguariaíva e hoje Affonso Camargo é uma linda villeta com cerca de 200 predios (...). Se ha logar onde se justifiquem as serrarias que abatem as arvores preciosas (...) esse logar é Affonso Camargo (...) florestas irremediavelmente condenadas, visto que aterra magnifica que as mantem, agora a civilização precisa para as culturas systemáticas do Café e do Algodão (...). (WACHOWICZ. 1987: 110-111).


ver Livro

ver Fotos

 

Ver informações e conteúdo do LIVRO ESPIRAIS DO TEMPO

 

Recomendar esta página via e-mail: